Engenharia para o desenvolvimento sustentável, uma transformação necessária

No dia 04 de março é celebrado o Dia Mundial da Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável. Cada vez mais, grandes empresas buscam alternativas para promover um futuro em equilíbrio com o meio ambiente, seja através do controle de emissão de carbono ou da otimização na geração de resíduos. Neste texto, destacamos duas soluções tecnológicas que estão transformando o cenário da sustentabilidade: a Torre de Controle Logístico e a Simulação de Processos.

Torre de Controle Logístico e a contenção das emissões de poluentes

Uma logística eficiente é essencial para garantir que os produtos cheguem ao seu destino final, de forma rápida e econômica. No entanto, os processos logísticos tradicionais resultam em altas emissões de carbono, o que acentua os efeitos das mudanças climáticas. Um movimento de digitalização e implementação de uma torre de controle, e uma estrutura que a viabilize, pode ser um aliado importante.

Nesse cenário, a Torre de Controle analisa dados e monitora diferentes pontos da cadeia de suprimentos em tempo real. Os principais ganhos aparecem quando adicionamos softwares inteligentes a este sistema, como simuladores ou otimizadores. Uma torre de controle inteligente traz importantes benefícios para tomada de decisão, com base em análises preditivas e prescritivas. Algumas das principais possibilidades são propósito de otimizar rotas de entrega, orientar os processos de carregamentos e descarregamentos, minimizar distâncias percorridas e reduzir o número de veículos em circulação, entre muitos outros.

Como resultado, é possível maximizar a sua margem de lucro, diminuir custos, integrar sistemas de transporte multimodal (como caminhões, trens e navios). Além disso, reduzir as emissões de carbono associadas ao transporte de mercadorias.

Simulação de Processos na redução da produção de resíduos

Outra solução tecnológica que desempenha um papel crucial na promoção da sustentabilidade é a Simulação de Processos. Em alguns casos, a geração de subprodutos nas indústrias é resultado da ausência de um planejamento estratégico.

Dessa forma, a Simulação permite que os engenheiros modelem e otimizem processos complexos. Como resultado, é possível identificar os reais gargalos para geração resíduos e desperdício de recursos.

Através do levantamento in loco de dados qualitativos, as empresas podem visualizar o fluxo de materiais e energia em suas operações, identificar pontos de ineficiência, e testar diferentes cenários de melhoria antes de implementá-los. Isso não apenas auxilia

na redução do desperdício de matéria-prima e energia, mas também aumenta a eficiência operacional e a rentabilidade das empresas.

Um olhar para o futuro

Dessa forma, as práticas sustentáveis na Engenharia desempenham um papel crucial na mitigação dos impactos ambientais. Ao controlar a emissão de carbono e simular processos para reduzir a geração de resíduos, os engenheiros não apenas atendem às necessidades do presente, mas também protegem o meio ambiente para as próximas gerações.

Para alcançar esses objetivos, é essencial que empresas e indivíduos adotem abordagens sustentáveis em suas operações e processos. É aqui que entra a Belge, uma empresa de referência em Smart Supply Chain e soluções através de simulação. Juntos, podemos fazer a diferença e construir um futuro mais verde e próspero para todos.



Deixe um comentário